Entrevista com André Dávi Stival -gerente de qualidade da Ecofrigo

1- Qual é a importância da adoção da política de bem-estar animal dentro da Ecofrigo?
Visto que as preocupações com o bem-estar animal estão cada vez mais intensas em toda a cadeia de produção de proteína animal, e é claro, na suinocultura, a Ecofrigo julga de suma importância o assunto para abertura e manutenção de novos mercados, satisfação de seus clientes buscando o atendimento das ideologias de bem-estar animal, atendimento às legislações, melhorias na qualidade da carne, bem como melhores condições aos animais.
O supracitado se explica quando nos deparamos com um fortalecimento do tema, vindo fortemente de dentro da União Europeia, o assunto hoje é expandido para diversos países e consumidores, além de ser criteriosamente avaliado e cobrado durante missões estrangeiras, supervisões governamentais e auditorias de clientes.
Comitente a evolução do tema bem-estar animal, as legislações brasileiras estão passando por atualizações para cada vez mais firmar o comprometimento de todos para o qual.


2- O que a Ecofrigo faz para garantir o atendimento aos preceitos de bem-estar animal?
Os preceitos de bem-estar envolvem o conforto físico, mental e fisiológico dos animais que permitem aos mesmos expressarem suas características naturais, livres de estresse causados por medo, desconfortos por frio, calor ou dor, bem como fome e sede.
Sendo assim, a Ecofrigo conta com rigorosos controles em diversas etapas avaliando a ambiência, condições das instalações, manejo e comportamento dos animais para garantir que todos os procedimentos e legislações preconizadas sejam atendidos para que os animais não passem por sofrimentos.
Acrescido ao supracitado, a Ecofrigo consta com cronogramas de capacitações de suas equipes para proporcionar o máximo de bem-estar, eliminando sofrimentos aos animais durante todas as fases da granja até o abate.

3- Quais ações de melhorias relacionadas ao bem-estar animal a Ecofrigo vem tomando?

Seguindo os objetivos do bem-estar animal para atendimento de todos os preceitos deste tema, a Ecofrigo busca a melhoria contínua de seus processos para cada vez mais oferecer melhores condições aos animais.

As melhorias envolvem questões estruturais e de procedimentos desde suas granjas, passando pelo transporte, recebimento dos animais no frigorífico até a insensibilização e sangria dos suínos para que o abate destes seja o mais humanitário possível.

Para tal, a Ecofrigo está realizando uma obra de ampliação em suas pocilgas de recebimento de animais, com prazo de finalização para final de março de 2023, onde a área receberá uma ampliação e modernização, concedendo mais espaço aos animais, melhor tecnologia e estrutura para o descarregamento dos suínos dos caminhões, conduções pelos corredores e permanência dos animais nas baias.

4- Cite como o BEA pode melhorar a qualidade dos produtos de origem animal?

 O atendimento aos preceitos de bem-estar animal evita que os animais tenham alterações fisiológicas decorrentes de situações de estresse.

Existem defeitos, como a carne PSE e carne DFD, que ocorrem devido a falhas no manejo e que podem afetar sua qualidade e suas características para consumo in natura ou até mesmo para processamento.

O aparecimento de carne PSE (pálida, flácida e exsudativa) está relacionada ao rápido aumento da acidez da carne. Esse pH baixo com a carcaça ainda quente leva à desnaturação de proteínas com comprometimento sobre as características desejáveis ao processamento.

Além do mais, situações de aparecimento de lesões como fraturas e hematomas, podem ser causadas por falhas nos procedimentos adotados para o cumprimento do bem-estar animal. Essas lesões prejudicam também a qualidade da carne.

Carnes com esses tipos de anomalias se tornam impróprias aos consumidores, assim, as mesmas são descartadas na empresa, não sendo destinadas ao consumo humano. Isso acarreta em uma redução de rendimento cárneo, fato que não é desejável na indústria de alimentos.

Estes desvios são evitados com técnicas de manejo pré-abate, atendendo aos preceitos de bem-estar animal.

Como podemos ver na entrevista, a Ecofrigo não abre mão do bem-estar animal, monitorando de perto os aspectos físicos, mentais e fisiológicos dos animais para evitar estresse e sofrimento. A empresa está continuamente aprimorando seus processos para oferecer melhores condições aos animais, incluindo melhorias estruturais e otimização de processos, que podem, em última análise, aumentar ainda mais a qualidade dos seus produtos. 

É dever de toda empresa na atualidade, aderir às políticas de bem-estar animal, em sinal de respeito e gratidão à natureza, afinal é um ser vivo que dá a vida para servir de alimento aos seres humanos, sem contar que o correto manejo do bem-estar animal previne alterações fisiológicas na carne causadas pelo estresse e prejudicando a qualidade do alimento para consumo e processamento.